Fotógrafo

autoritratto-2

Diego Di Niglio Nascido em Milão em 1975, apaixonado por viagens e fotografia social, se licenciou em relações internacionais em 2000 e de lá começou sua experiência em ONGs de cooperação internacional como responsável de projetos humanitários de desenvolvimento social, econômico, ambiental em Ásia (no Sri Lanka post-tsunami de 2004) África (em mais de 10 países) e América Latina, em Argentina, Peru, Uruguai e Brasil.

Fotógrafo autodidata, começou com a velha Fujica STX-1 da mãe dele registrando suas vivências pelo mundo na fotografia, com especial interesse pelas pessoas, seus diferentes estilos de vida, culturas e saberes.

Radicado no Brasil desde 2011, na cidade de Olinda,  está desenvolvendo vários projetos fotográficos e audiovisuais de carácter documental sobre a cultura afro-brasileira, história, patrimônio imaterial e memória, como: Salvaguarda do Maracatu Nação Leão Coroado – 150 anos; Marcas da Memória: história oral da anistia no Brasil aos 50 anos do golpe militar de 1964’, Olinda Patrimônio Cotidiano (www.olindapatrimoniocotidiano.org), Instantâneas da África (www.instantaneasdaafrica.worpress.com)

Desde 2013 realiza colaborações com a revista Continente, tem suas imagens publicadas em outros jornais, periódicos e site web (Outros Críticos, RAIZ, Folha PE, Diário de Pernambuco, Jornal do Comércio, Fotografe Melhor etc.). Colabora com grupos culturais, associações, músicos e artistas e tem fotografias nos acervos permanentes do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco (MAC-PE) e do Museu da Abolição de Recife (MAB). Em 2015 publicou o livro/catalogo `Instantâneas da África´.

English

Photographer

Born in Milan in 1975, passionate about travel and social photography. Diego graduated in international relations in 2000. Then started his experience with international cooperation NGOs as the person in charge of humanitarian projects in social, economic, and environmental development in Asia (Sri Lanka after the 2004 tsunami), Africa (more than 10 countries), and Latin America (Argentina, Peru, Uruguay, and Brazil).
Using his mother’s old Fujica STX-1, Diego, a self-taught photographer, started to record his experience throughout the world, with a special interest in people, their different lifestyles, cultures, and knowledge.
Since 2011, Diego has lived in the city of Olinda, Brazil, where he develops various documental photographic and audiovisual projects about African-Brazilian culture, history, intangible heritage, and memory, such as: Preservation of Nação Leão Coroado Maracatu (traditional dance group) – 150 years; Marks of Memory: oral history of amnesty in Brazil 50 years after the 1964 military coup, Olinda Daily Heritage (Olinda Patrimônio Cotidiano), Snapshots of Africa (Instantâneas da África).
HYPERLINK http://www.instantaneasdaafrica.worpress.com (www.instantaneasdaafrica.worpress.com)
Starting in 2013, he collaborates with Continente magazine. Other newspapers, periodicals and websites also publish his images (Outros Críticos, RAIZ, Folha PE, Diário de Pernambuco, Jornal do Comércio, Fotografe Melhor, etc.). The author collaborates with cultural groups, associations, musicians, and artists, and his work is featured in the permanent collection of the Museum of Contemporary Art of Pernambuco (MAC-PE). In 2015, he published the book / catalogue `Snapshots of Africa’ (‘Instantâneas da África´).

28-04-15-assinatura-institucional-colorido-policromia-01

Anúncios